Aurora anuncia frigoríficos no RS e SC

A Cooperativa Central Oeste Catarinense (Coopercentral Aurora) aprovou hoje, em assembléia geral, a construção de duas unidades de abate e processamento de aves em Canoinhas (SC) e Carazinho (RS). Em comunicado, a Aurora informou que cada projeto exigirá cerca de R$ 400 milhões em investimentos. A cooperativa calcula em 18 meses o prazo de construção das unidades.As obras devem começar em Canoinhas ainda este ano. A construção da planta de Carazinho está prevista para 2009. Cada uma das indústrias ocupará área de cem hectares, com abate de 300 mil aves por dia e 3.200 empregos. A Aurora não divulgou projeção de faturamento com a operação das novas unidades. A cooperativa estimou, no entanto, que cada unidade irá gerar R$ 1 bilhão ao ano em movimento econômico, sem detalhar a expectativa, que terá reflexo em vários municípios por conta de acordos que dividem o retorno de ICMS gerado pelos empreendimentos.A Aurora espera assinar em 30 dias contratos com municípios e Estados para formalizar incentivos fiscais. O diretor administrativo Neivor Conton afirmou que os acordos são fundamentais para deflagrar o investimento. A decisão da Aurora pelos dois municípios considerou a oferta de água, de grãos, proximidade com portos e incentivos fiscais, entre outros itens. Quatro regiões estavam cotadas para receber os investimentos: Mato Grosso do Sul, Paraná, Planalto Norte de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A Aurora reúne 17 cooperativas singulares que representam 77 mil produtores.

SANDRA HAHN, Agencia Estado

30 de outubro de 2007 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.