Austin: Bradesco e Itaú devem dar resposta rápida

O presidente da agência de classificação de risco de crédito Austin Rating, Erivelto Rodrigues, disse hoje, em entrevista à Agência Estado, que a compra do banco ABN Amro Real pelo Santander provocará resposta rápida da concorrência no País. "Principalmente Bradesco e Itaú devem dar uma resposta em breve para conter o avanço do Santander no Brasil", afirmou.Na maior fusão do setor bancário no mundo, o consórcio formado por Royal Bank of Scotland Group (RBS), Fortis e Santander comprará os ativos globais do grupo holandês ABN Amro. A aquisição, praticamente finalizada, deverá ser anunciada formalmente esta semana. Na divisão dos ativos, o banco espanhol ficará com a operação brasileira - o ABN Amro Real.Rodrigues lembrou que, ao incorporar o Real, o Santander será o segundo maior banco privado do País, atrás apenas do Bradesco, segundo o ranking das operações consolidadas dos grupos financeiros brasileiros. Em depósitos, será o maior, passando, inclusive, o Bradesco. Dessa forma, os concorrentes deverão se movimentar, acredita o especialista. "É difícil citar alguma instituição, mas certamente as conversas que vêm ocorrendo nos últimos meses irão se intensificar", disse.Questionado sobre a possibilidade de o Unibanco ser assediado, ele afirmou apenas que as instituições voltadas ao varejo também serão importantes nos próximos negócios do setor financeiro. Para Rodrigues, haverá uma nova onda de consolidação bancária no Brasil. Ele lembrou que o processo já foi intenso nos últimos anos. Em 1994, os cinco maiores do País concentravam 56,8% do total de crédito, porcentual que passou para 66,9% agora, segundo ele. Em relação aos ativos totais, a evolução foi ainda maior. Os cinco maiores bancos concentravam 45,2% em 1994, subindo para 66,2% atualmente.

SILVIA FREGONI E MÁRCIO ANAYA, Agencia Estado

08 de outubro de 2007 | 16h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.