James Gourley/EFE/EPA
James Gourley/EFE/EPA

Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Austrália anuncia novo pacote de estímulos de US$ 38,2 bilhões

Nova rodada de estímulos inclui US$ 8,2 bilhões para a assistência social e US$ 18,5 bilhões em assistência para pequenas e médias empresas

Agências, Dow Jones Newswires

21 de março de 2020 | 23h48

O governo australiano anunciou um pacote de US$ 38,2 bilhões em medidas para mitigar os impactos da pandemia de coronavírus sobre a economia do país. Com as novas ações, o total de estímulos passa a somar US$ 109,6 bilhões, o equivalente a 9,7% do Produto Interno Bruto (PIB) australiano.

A nova rodada de estímulos inclui US$ 8,2 bilhões para a assistência social e US$ 18,5 bilhões em assistência para pequenas e médias empresas, com pagamentos entre US$ 11,6 mil e US$ 58 mil para manter o fluxo de caixa e os salários de empregados.

“Queremos ajudar empresas a continuar o melhor que puderem por quanto tempo puderem, ou a pausar em vez de fechar os negócios”, disse o primeiro-ministro da Austrália, que também ampliou a recomendação para que pessoas não realizem viagens não essenciais.

O primeiro-ministro disse que o gabinete de líderes nacionais e de Estados se reuniria neste domingo para discutir o endurecimento de medidas de distanciamento social, depois de o governo de Nova Gales do Sul ter sido forçado a fechar a Bondi Beach, em Sydney.

O governo federal vai servir como fiador de 50% dos novos empréstimos bancários para pequenas e médias empresas, com foco de garantir US$ 23,2 bilhões em crédito. Indivíduos atingidos financeiramente pela crise também poderão sacar até US$ 11,6 mil da previdência. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.