coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Austrália pretende retomar Rodada de Doha em setembro

A Austrália quer salvar as negociações da Rodada de Doha, da Organização Mundial do Comércio, no fórum de setembro, que comemorará os 20 anos da criação do Grupo de Cairns. A afirmação foi feia nesta quarta-feira à rádio ABC pelo ministro de Comércio australiano, Mark Vaile.O ministro declarou que a Austrália convidou os Estados Unidos e a União Européia para participar da reunião de Cairns. A esperança é de reabrir o debate suspenso na semana passada, em Genebra, pela falta de acordo entre os governos reunidos.Uma porta-voz do escritório de Vaile disse à EFE que a reunião terá a participação dos 18 membros do Grupo de Cairns. Os Estados Unidos confirmaram a presença. Ainda não há resposta da União Européia.Para Vaile, a única forma de sair do impasse é aumentando o acesso aos mercados com o corte dos subsídios agrícolas por parte dos Estados Unidos e UE. "Precisamos começar um diálogo para encontrar um denominador comum", opinou o ministro.Doha A Rodada de Doha, aberta em 2001 e com encerramento previsto para o fim de 2006, procura aprofundar na liberalização comercial da agricultura, indústria e serviços, entre outros setores. Os seus principais beneficiados seriam os países em desenvolvimento.As negociações foram suspensas devido à incapacidade dos grandes parceiros comerciais (EUA, UE, Brasil, Índia, Japão e Austrália) para chegar a acordos sobre redução de subsídios agrícolas e de tarifas agrícolas e industriais.O Grupo de Cairns, formado por países exportadores de produtos agrícolas, foi criado em agosto de 1986 pelo Brasil, Argentina, Austrália, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Filipinas, Guatemala, Indonésia, Malásia, Nova Zelândia, Paquistão, Paraguai, África do Sul, Tailândia e Uruguai.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2006 | 11h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.