Auto Arremate chega ao mercado de repasse de veículos usados
Conteúdo Patrocinado

Auto Arremate chega ao mercado de repasse de veículos usados

A solução propõe a digitalização dos processos e contribui para ações mais assertivas e eficientes

Grupo Superbid, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

27 de novembro de 2020 | 16h48

A Auto Arremate, startup especializada em transações entre empresas B2B do segmento automotivo e que faz parte do Grupo Superbid, chega no mercado automotivo e lança um novo conceito: DGC – Digitalização, Gestão e Comercialização. Com mais de 20 anos de experiência, o time da Auto Arremate une profundo conhecimento do mercado automotivo ao know-how de dezenas de especialistas em negócios digitais.

O resultado é uma plataforma robusta, altamente eficiente e focada nas necessidades específicas de compradores e vendedores. Usando tecnologias modernas e aplicativos nativos, compradores e vendedores têm mais agilidade e assertividade ao realizar os seus negócios, já que todas as informações serão fornecidas de maneira online.

“Estamos criando valor na velocidade da necessidade do mercado para auxiliar concessionárias e montadoras neste processo de extrema importância para a economia digital”, diz Fúlvio Kaminski Massaro, founder e CEO da Auto Arremate. Ele comenta que a Auto Arremate atua com esse novo conceito DGC na jornada do consumidor do segmento, facilitando a intermediação e a negociação de veículos seminovos e usados entre concessionárias, locadoras, agentes financeiros e revendedores multimarcas. “A Auto Arremate entrega soluções como ferramentas-chave na gestão para captação e venda de veículos seminovos e usados, utilizando relatórios e recursos embasados em parâmetros e algoritmos inteligentes”, explica o founder.

Funciona assim: como todo o processo é realizado de maneira 100% digital, consumidores e compradores conseguem fazer a avaliação online do veículo de maneira segura e rápida, já que o aplicativo tem integração com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), responsável pela tabela com os valores dos automóveis.

Vale lembrar que todo esse processo é para uso entre empresas, B2B – entre concessionárias e revendas multimarcas, por exemplo. “A digitalização começa quando o consumidor chega na empresa para comprar ou trocar um veículo zero ou seminovo. Em 95% das vezes, o cliente tem um carro usado ou seminovo como moeda para a troca. Com a solução de Avaliação, o comprador – que pode ser uma concessionária ou revenda multimarcas – consegue receber em tempo real todas as informações do veículo”, explica Massaro, ao comentar que uma interface muito rápida inclui informações técnicas e restritivas, um dossiê completo do veículo, além de todas as informações básicas, como itens de série e opcionais. As fotos do veículo podem, em alguns casos, ser tiradas pelo próprio consumidor, via aplicativo, onde ele é orientado passo a passo. Tudo em poucos minutos. Dados como histórico de multas, se o IPVA está em dia, sinistro, perda total, se tem anotação de leilão, entre outras informações restritivas, são extraídos a partir da placa do veículo. A definição do preço do veículo é mais assertiva, porque a plataforma tem integração via API com a tabela Fipe, entre outros fornecedores de dados do mercado, e consegue também trazer todo o histórico de venda de veículos semelhantes que passaram pela concessionária.

O aplicativo permite ainda a inclusão dos estoques em plataformas digitais, solucionando uma situação que sempre problemática para o segmento automotivo. O aplicativo tem interface intuitiva, um processo fluido e de respostas simples que fazem com que qualquer usuário possa cadastrar um veículo em poucos minutos e enviá-lo para a mesa precificadora ou para o showroom. “Conseguimos integrar todo o histórico do veículo, quanto tempo ficou no estoque, por quanto comprou, por quanto vendeu, entre outros indicadores exclusivos da Auto Arremate. E o melhor: tudo isso de maneira automática, que só é possível graças à nossa tecnologia”, completa Massaro. Foram todos esses diferenciais que atraíram, por exemplo, a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), que tem cerca de 10 mil locadoras como associadas, para vender seus veículos no marketplace da Auto Arremate.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Grupo Superbideconomialeilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.