Autopeças e têxteis podem ser liberados

Na nota, o governo argentino garante a entrada de produtos brasileiros, como calçados, têxteis e confecções, móveis, eletrodomésticos de linha branca, autopeças, pneus, carne suína e máquinas agrícolas. Entre os produtos argentinos que espera que o Brasil comece a liberar estão leite, queijo, azeitonas e vinhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.