Autoridade chinesa defende novo modelo comercial

O protecionismo comercial e a demanda global insuficiente serão os obstáculos de longo prazo para o comércio exterior da China, de modo que o país precisa mudar seu modelo de desenvolvimento comercial - afirmou neste domingo a agência de notícias estatal Xinhua, citando uma autoridade do Ministério de Comércio.

AE, Agencia Estado

28 de março de 2010 | 10h55

De acordo com o diretor do escritório de pesquisa do ministério, Li Rongcan, "o comércio exterior da China deve aumentar neste ano, mas nós ainda não podemos confiar nisso, por causa de situações domésticas e externas extremamente complicadas que estamos enfrentando".

Os comentários mostram que, diante das pressões para a valorização da moeda chinesa (yuan) e a elevação de tarifas de importação sobre produtos fabricados na China, o principal país exportador do mundo está se esforçando para aumentar a sustentabilidade e a competitividade internacional de suas vendas externas. Problemas nas exportações ameaçam a mais importante engrenagem para o avanço econômico do país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaexportaçãoprotecionismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.