Autoridades europeias concordam sobre necessidade de estímulo econômico

Autoridades reconhecem que é preciso lançar medidas de estímulo ao crescimento no valor de 1% do PIB da zona do euro

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

22 de junho de 2012 | 14h25

ROMA - Os líderes dos quatro maiores países-membros da zona do euro concordaram sobre a necessidade de introduzir medidas de estímulo ao crescimento econômico durante uma reunião realizada hoje, em Roma, disse o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti.

Segundo ele, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o presidente da França, François Hollande e o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, concordaram sobre a necessidade de medidas de estímulo ao crescimento no valor de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro, ou 130 bilhões de euros.

É urgente a implementação dessas medidas o mais rápido possível, afirmou o presidente da França, François Hollande, em uma entrevista coletiva. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurocriseItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.