carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Autorizada construção de sete usinas eólicas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou na noite desta quarta-feira que autorizou a construção de sete usinas eólicas, que deverão gerar em conjunto 599,5 megawatts (MW). A previsão é de que as usinas entrem em operação até 2004. Seis delas serão construídas no Rio Grande do Sul pela empresa Gamesa Serviços Brasil e a empresa Energias Alternativas do Ceará (Enacel) construirá uma usina no Estado.Segundo a Aneel, as empresas atuarão como produtores independentes podendo comercializar livremente a energia elétrica gerada pelas novas usinas. A previsão é de que serão investidos R$ 1,4 bilhão na construção das usinas.De acordo com a Aneel, 36 novas usinas que utilizam o vento para a geração de energia deverão produzir juntas cerca de 2.394,30 MW. Segundo a Agência, atualmente, oito usinas eólicas estão em funcionamento no País e são responsáveis pela geração de 21,4 MW, o que representa 0,03% da capacidade de geração do Brasil.QualidadeA Aneel informou também que fará pesquisa em 397 municípios para avaliar a qualidade dos serviços de distribuição de energia de 64 concessionárias. A pesquisa será realizada a partir da próxima segunda-feira pelo Instituto Vox Populi. Os municípios foram sorteados. A relação completa das cidades escolhidas pode ser consultada na página do órgão regulador na internet (www.aneel.gov.br).Segundo a Aneel, serão ouvidas 19.200 pessoas, sendo 300 consumidores de cada uma das concessionárias de distribuição. Os resultados deverão ser divulgados no primeiro trimestre de 2003. Além da avaliação nacional, será feita também uma avaliação de cada distribuidora. No ano passado, com base em uma escala de 0 a 100, os serviços prestados pelas distribuidoras receberam nota 63,2.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2002 | 19h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.