seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Auxílio-desemprego nos Estados Unidos bate novo recorde

Benefícios recebidos há mais de sete dias sobem para 4,788 milhões, o maior patamar desde 1967

Marcílio Souza, da Agência Estado,

05 de fevereiro de 2009 | 12h07

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA subiu em 35 mil na semana encerrada em 31 de janeiro, para um nível sazonalmente ajustado de 626 mil, o maior desde outubro de 1982, informou o Departamento de Trabalho.  Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise Economistas consultados pela Dow Jones esperavam que os pedidos de auxílio-desemprego aumentassem em dois mil na semana. A média quadrissemanal dos pedidos, usada para suavizar a volatilidade do dado, saltou 39 mil, para 582.250, o maior nível desde dezembro de 1982. Os benefícios recebidos há mais de sete dias subiram 20 mil na semana encerrada em 24 de janeiro, para 4,788 milhões, o maior nível desde que o governo iniciou esse levantamento, em 1967. A taxa de desemprego entre os trabalhadores que possuem seguro-desemprego manteve-se na máxima em 25 anos, de 3,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraEstados UnidosEmprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.