Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Auxílio emergencial: Caixa amplia horário de todas as agências a partir desta segunda-feira

Objetivo é atender alta demanda pelo saque do auxílio emergencial de R$ 600; todas as agências passarão a abrir com duas horas de antecedência

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2020 | 12h45

SÃO PAULO - A partir desta segunda-feira, 4, todas as agências da Caixa Econômica Federal vão ampliar o horário de atendimento com abertura antecipada de duas horas. Todas as unidades passarão a funcionar no período da 8h às 14h. No dia 22 de abril, 1.102 agências do banco já haviam começado a funcionar nesse horário. A Caixa também abrirá pelo menos 2,1 mil agências no próximo sábado, 9, para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600, segundo Pedro Guimarães, presidente da instituição financeira.

Ele afirmou ainda que, até o momento, 50 milhões de pessoas já receberam o auxílio emergencial, em um montante total de R$ 35 bilhões.

Segundo a Caixa, a ideia é desafogar o atendimento presencial e evitar aglomerações e filas em frente às agências para combater a disseminação do novo coronavírus. O banco já vem tomando medidas para diminuir as aglomerações em suas unidades, como abrir algumas agências para atendimentos essenciais em fins de semana e feriados. No último sábado, 2, por exemplo, 902 agências estavam funcionando exclusivamente para saque do auxílio emergencial das contas de Poupança Social Digital.

A Caixa também alocou mais de 2.800 vigilantes adicionais, dos quais 2 mil já estão atuando, e 389 recepcionistas para ajudar na orientação do público e no atendimento. 

No dia 1º de maio, o banco já havia anunciado medidas para reforçar o atendimento nas agências, incluindo a realocação de mais de 3 mil funcionários para aumentar as equipes nas unidades. Também serão disponibilizados cinco caminhões-agência para atender pessoas em locais com maior necessidade.

Canais digitais ainda têm problemas

Muitos usuários continuam reclamando do serviço nos canais digitais do banco, como o aplicativo CAIXA Tem. Ele é o único canal digital em que o beneficiário pode acessar o auxílio emergencial da Poupança Social Digital e tem apresentado problemas devido ao alto número de acessos simultâneos. A Caixa informou que está trabalhando para melhorar o atendimento tanto presencial quanto digitalmente, mas não deu um prazo para que as falhas sejam corrigidas.

Mesmo com os problemas, o banco recomenda que todos os processos envolvendo o auxílio, desde a solicitação até a movimentação dos recursos, sejam feitos digitalmente. A ideia é que os usuários procurem pessoalmente as agências apenas em último caso, seja para serviços essenciais ou saque em dinheiro do benefício das contas digitais.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.