Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Avanço do dólar pode acalmar alguns setores, diz Mantega

Ministro da Fazenda não acredita, porém, que turbulências no mercado financeiro vão melhorar câmbio no País

Agência Estado e Reuters

10 de agosto de 2007 | 15h34

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira, 10, que não acredita que as turbulências no mercado financeiro vão ajudar a melhorar o câmbio no Brasil. Ele afirmou, porém, que com a elevação recente do dólar, os setores econômicos que estavam reclamando da excessiva valorização do real devem ter se acalmado.  Veja também:Entenda os efeitos da crise do setor imobiliário dos EUA Veja o fechamento dos mercados Entenda a queda das bolsas Tensão global afugenta estrangeiros e dólar sobe 1,7%Fed injeta US$19 bilhões na maior operação em 4 anosBC injeta 61 bi de euros para conter queda no mercado europeuBolsas asiáticas acompanham crise dos EUA e fecham em queda Nesta tarde, a moeda norte-americana subia 0,8%, para R$ 1,943. Na semana, o dólar já acumula alta de mais de 2%. Segundo ele, as turbulências não são positivas e sempre deixam incertezas no ar. Mantega afirmou, porém, que caso elas durem "o Brasil tem muita bala na agulha para enfrentá-las."

Tudo o que sabemos sobre:
Aversão ao riscoGuido Mantegacâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.