Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Aversão a risco derruba bolsas da Ásia antes de cúpula da UE

As bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta quinta-feira, com investidores hesitando em assumir riscos antes da cúpula de líderes da União Europeia no domingo.

REUTERS

20 de outubro de 2011 | 07h30

O euro se depreciou no pregão da Ásia diante da dificuldade das autoridades europeias em chegar a um consenso sobre a crise de dívida da região. Enquanto isso, preocupações sobre a economia global prejudicaram metais industriais, como o cobre, e moedas ligadas a commodities, como o dólar australiano.

O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 2,46 por cento, com declínios liderados pelos setores de recursos naturais e energia.

O mercado da Austrália tombou 1,63 por cento, para o menor nível das últimas duas semanas, com desvalorização nas ações das companhias mineradoras depois que os preços do cobre e do ouro caíram. Em Tóquio, o índice japonês Nikkei recuou 1,03 por cento.

"Isso é principalmente uma reação à crise da zona do euro e uma correção depois do fim da retomada recente", disse Zhao Kai, analista da Jinrui Futures.

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, alimentou preocupações sobre o progresso na UE, dizendo que os planos para combater a crise da zona do euro estagnaram, com Paris e Berlim divergindo sobre como aumentar o poder de fogo do fundo de resgate do bloco.

O índice de Seul encerrou em baixa de 2,74 por cento. O mercado retrocedeu 1,78 por cento em Hong Kong e a bolsa de Taiwan perdeu 1,48 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai caiu 1,94 por cento. Cingapura teve declínio de 0,96 por cento.

(Por Chikako Mogi)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.