Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Avianca confirma 1.045 voos cancelados nesta semana

Os aeroportos mais afetados até agora são os de Cumbica, em Guarulhos, o Galeão, no Rio de Janeiro, e o JK, de Brasília

Renato Jakitas, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2019 | 11h30

Em meio a uma grave crise financeira, a Avianca confirmou nesta segunda-feira, 22, o cancelamento de 1.045 voos até o próximo domingo, 28. A lista já contempla a devolução de 18 de suas atuais 25 aeronaves, prevista para acontecer ao longo desta semana. 

O aeroporto mais afetado até agora é Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, junto com o RIOgaleão, Aeroporto Internacional Tom Jobim Galeão, no Rio de Janeiro, e o Juscelino Kubitschek de Brasília

Congonhas, na capital paulista, e Santos Dumont, na zona sul do Rio, são até agora os mais protegidos, já que são alvos do interesse das concorrentes Gol e Latam, e a Avianca pretende comercializar os slots que ela possui desses aeroportos no leilão previsto para o dia 7 de maio.

Até agora, dos 21 voos programados para esta segunda-feira, em Congonhas, nove já saíram, sem problemas. Em Guarulhos estão previstas 42 partidas. De acordo com a lista atualizada nesta manhã, a Avianca cancelou 48 voos que partiriam ou chegariam nesta segunda-feira nos aeroportos de Cumbica e Congonhas, na zona Sul da capital paulista.

Em Brasília, foram suspensas 133 partidas e outras 133 chegadas. No Galeão, são 115 partidas e 117 pousos cancelados. Saiba o que fazer em caso de voo afetado.


O repórter Renato Jakitas confere a operação da companhia no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Acompanhe no vídeo:

 

Tudo o que sabemos sobre:
Aviancaaviaçãoempresa aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.