Avon lucra US$ 90,3 milhões e cita Brasil

A norte-americana de cosméticos Avon Products Inc. anunciou um lucro líquido de US$ 90,3 milhões (US$ 0,38 por ação) no terceiro trimestre de 2002, ante um lucro de US$ 114,6 milhões (US$ 0,48 por ação) em igual período do ano passado. As vendas no trimestre subiram para US$ 1,46 bilhão, de US$ 1,42 bilhão em 2001. O resultado do período inclui um encargo de US$ 25,2 milhões (US$ 0,10 por ação), relacionado a iniciativas e ajustes de transformação dos negócios da companhia. O lucro por ação de US$ 0,48 excluindo itens especiais, excedeu a estimativa da Thomson First Call de um lucro por ação de US$ 0,47 no trimestre. A Avon prevê registrar um lucro poração de US$ 2,30 em 2002, excluindo itens, um pouco abaixo da projeção dos analistas de US$ 2,31.Na América Latina, as vendas convertidas em dólares caíram 14% no período, porém excluindo o impacto cambial, as vendas subiram 13%. A maior parte dos mercados na região registraram crescimento de dois dígitos das vendas em moeda local, com ganhos robustos no Brasil e Venezuela. O lucro operacional na América Latina recuou 9% em dólares, porém cresceu 14% em moeda local, estimulado por sólidos resultados no Brasil, Venezuela, México e Chile, afirma a companhia em comunicado. As informações são da agência DowJones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.