Avon prevê corte de 1.300 empregos em reestruturação

A Avon Products, companhia líder mundial na venda direta de produtos de beleza, anunciou hoje o corte de mais de 1.300 empregos, dentro do plano de reestruturação anunciado no final de 2005. Em comunicado enviado à Comissão da Bolsa de Valores americana (SEC), a companhia calculou que o custo total das demissões, antes de impostos, ficará entre US$ 95 milhões e US$ 100 milhões, dos quais US$ 70 milhões serão arcados nas contas correspondentes ao primeiro trimestre de 2006. No final de 2005, a Avon iniciou um processo de reestruturação que prevê reduzir entre 20% e 30% o número de executivos, o que gerará um custo total de US$ 300 milhões e US$ 500 milhões dividido em vários anos. A multinacional de cosmética está presente em aproximadamente 150 países nos cinco continentes - incluindo o Brasil -, tem escritórios em 50 nações, onde trabalham mais de 40.000 empregados, e seu número de negócio supera os US$ 8 bilhões anuais. A linha de produtos da companhia inclui artigos de beleza, joalheria e lingerie, e suas marcas mais populares são Skin-So-Soft, Avon Color, Renew e Avon Solutions.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.