Azul adia planos para abertura de capital

IPO previsto para julho deve ser reprogramado por causa de ‘sentimento negativo’ sobre economia do Brasil

Álvaro Campos, da Agência Estado,

24 de junho de 2013 | 19h14

SÃO PAULO - A companhia aérea brasileira Azul adiou planos de realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) devido às condições negativas nos mercados, disse banqueiro com conhecimento do assunto.

"A companhia provavelmente tentaria avançar com o IPO em julho, mas, agora, devido ao sentimento negativo em relação à economia local e sinais incertos sobre os planos do Federal Reserve, os planos foram adiados", comentou a fonte.

Essa fonte do mercado financeiro acredita que a "janela de oportunidade" para a empresa listar suas ações só vai se abrir novamente depois de setembro.

"Antes disso, somente aqueles com alocações garantidas pelos bancos serão capazes de avançar com a oferta de ações", afirmou.

A Azul planeja levantar cerca de R$ 1 bilhão com o IPO e usar esses recursos para expandir suas operações. Procurada, a empresa não quis comentar o assunto.

(As informações são da Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
azul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.