Bacia de Santos pode ter 46,5 bilhões de barris

Novas avaliações da Petrobras na Bacia de Santos podem elevar para até 46,5 bilhões de barris as reservas de petróleo na região. A afirmação é de relatório do banco Credit Suisse, que aposta no projeto Carioca/Pão-de-Açúcar, um dos reservatórios abaixo da camada de sal que vem sendo testado pela Petrobras e seus parceiros. O relatório, assinado pelo analista Emerson Leite, indica que o projeto Carioca pode ter entre 12 bilhões e 24 bilhões de barris de petróleo. Segundo dados geológicos aos quais o banco teve acesso, a área fica em quatro blocos exploratórios concedidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), operados pela Petrobras com diferentes sócios.Caso a Petrobras confirme a extensão dos reservatórios, todas as empresas envolvidas terão que negociar um novo consórcio, que englobe todas as concessões. Nesse caso, quem não estiver disposto a bancar os altos custos de exploração ou produção abaixo da camada de sal teria de vender sua participação, afirmou um executivo da Petrobras.A Petrobras tem como parceiras, nas áreas que englobam o projeto Carioca, as empresas Galp, Repsol, BG, Exxon e Amerada Hess. O técnico da estatal confirma que o Campo de Tupi, hoje com 5 bilhões a 8 bilhões de barris, pode ser ultrapassado por outros projetos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.