coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Balança americana tem déficit recorde em abril

O déficit da balança comercial dos EUA ampliou-se em abril, atingindo um nível recorde em razão do aumento das importações de petróleo e também dos preços mais elevados desse produto. O Departamento do Comércio dos EUA informou que o déficit nas trocas internacionais de bens e serviços subiu para US$ 35,94 bilhões em abril, de um nível revisado de US$ 32,47 bilhões em março. Inicialmente, o departamento havia anunciado um déficit de US$ 31,63 bilhões em março. O déficit em conta corrente dos EUA também atingiu um nível recorde de US$ 112,5 bilhões no primeiro trimestre, de acordo com relatório separado divulgado pelo departamento.No quarto trimestre, o déficit em conta corrente dos EUA foi de US$ 95,1 bilhões, de acordo com dados revisados. Inicialmente, o resultado em conta corrente no quarto trimestre de 2001 tinha sido de um déficit de US$ 98,8 bilhões. Os dois números divulgados hoje superaram as projeções de Wall Street. Pesquisa Dow Jones-CNBC junto a 12 economistas mostrou que as previsões médias apontavam para déficit da balança comercial de US$ 33 bilhões em abril e de US$ 108 bilhões em conta corrente no primeiro trimestre. Os números devem causar inquietações em Wall Street em razão dos efeitos de longo prazo do déficit em conta corrente, uma medida ampla que espelha o resultado do comércio dos EUA com o resto do mundo, considerando os valores envolvidos em trocas de bens e serviços e também de transações financeiras. O secretário do Tesouro dos EUA, Paul O´Neill, tem defendido que o déficit não significa uma ameaça para o país, mas o presidente do Federal Reserve, Alan Greenspan, tem alertado que esse desequilíbrio deverá se tornar insustentável. PetróleoAs importações norte-americanas cresceram 2,2% em abril para US$ 116,05 bilhões, de um nível revisado de US$ 110,89 bilhões em março. Antes da revisão, o departamento havia divulgado importações de US$ 110,82 bilhões. As exportações norte-americanas aumentaram 2,2%, para US$ 80,11 bilhões em abril, de US$ 78,42 bilhões em março, conforme dados revisados. Os EUA importaram uma média de 10,09 milhões de barris de petróleo cru por dia em abril, o maior volume desde abril de 2001. O valor total de todos os produtos de energia importados relacionados a petróleo subiu para US$ 8,9 bilhões em abril, de US$ 6,72 bilhões no mês anterior. As informações são da Dow Jones. (Patricia Lara, fim)Déficit com brasil sobe a US$ 140 milhõesO déficit dos EUA nas trocas com o Brasil subiu para US$ 140 milhões em abril, de US$ 37 milhões em março, de acordo com dados divulgados pelo Departamento do Comércio dos EUA.

Agencia Estado,

20 de junho de 2002 | 10h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.