Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Balança comercial tem superávit recorde de US$ 9,2 bilhões em maio

Resultado é o maior para o mês de toda a série histórica, iniciada em 1989; acumulado no ano, de US$ 27,5 bilhões também é inédito

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2021 | 16h09

BRASÍLIA - A balança comercial brasileira registrou resultado recorde em maio, com um superávit de US$ 9,291 bilhões. É o melhor resultado para o mês em toda a série histórica, iniciada em 1989, de acordo com os dados do Ministério da Economia divulgados nesta terça-feira, 1.º.

O saldo é fruto do aumento tanto das exportações quanto das importações. Os embarques para fora do País somaram US$ 26,948 bilhões no mês passado, e as importações, US$ 17,657 bilhões.

O resultado comercial ficou um pouco acima da mediana das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast, de US$ 9,200 bilhões das expectativas, que iam de US$ 8,800 bilhões a US$ 10,153 bilhões.

No acumulado do ano, a balança registra superávit de US$ 27,529 bilhões. O valor também não tem precedentes na série e é o melhor da história.

Em sua previsão mais recente, o Ministério da Economia estimou que a balança encerrará o ano com um saldo positivo de US$ 89,4 bilhões. Se confirmado, será um resultado 75% maior que o ano passado e um recorde.

Nos últimos meses, a perspectiva de aceleração da vacinação contra covid-19 em diversos países, sobretudo nos mais desenvolvidos, o pacote de estímulos nos Estados Unidos e o ciclo de commodities têm impulsionado a melhora da balança comercial brasileira.

Nas exportações, tiveram aumento na média diária tanto bens ligados à agropecuária e à indústria extrativa quanto os produtos da indústria de transformação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.