Balança: exportações têm alta de 16,8% em outubro

As exportações brasileiras registraram em outubro, até a segunda semana, um crescimento de 16,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. A informação foi divulgada hoje pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. O impulso maior para essa expansão - até a primeira semana o crescimento era de 10,7% - foi motivado pelo aumento dos embarques de produtos básicos, que cresceram 38,1% por conta de milho em grão, fumo em folhas, carne de frango e bovina, soja em grão, farelo de soja e petróleo em bruto.Já a venda de produtos manufaturados apresentou um crescimento de 8,6%, impulsionado por vendas maiores de gasolina, óleos combustíveis, chassis com motor, fio-máquina de ferro/aço, polímeros plásticos, automóveis e suco de laranja).Os embarques de produtos semimanufaturados registraram um aumento de 3,1%, principalmente nas exportações de catodos de cobre, ferro fundido, ferro-ligas, óleo de soja em bruto, couros e peles. Em relação a setembro passado, as exportações apresentaram retração de 5,3% até a segunda semana.ImportaçõesCom o aumento das compras externas de produtos siderúrgicos, automóveis, autopeças, produtos farmacêuticos e equipamentos mecânicos, as importações brasileiras acumulam este mês até a segunda semana um crescimento de 28,4% em relação a outubro do ano passado. Em relação a setembro deste ano, as importações apresentam um recuo de 5,1% em outubro.As importações de produtos siderúrgicos apresentaram o maior crescimento em comparação a 2006: 60,5%. As compras de automóveis e partes cresceram 57,3% e de produtos farmacêuticos, 51,3%. Em relação a setembro passado, houve queda nas importações de combustíveis e lubrificantes (26,3%), cobre (26,8%), adubos e fertilizantes (20,3%), equipamentos mecânicos (9,2%) e cereais e produtos de moagem (7,6%).

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

15 de outubro de 2007 | 16h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.