finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Balança: exportações voltam a crescer em agosto

Embora tenham encerrado o mês de julho em queda na comparação com o mesmo período de 2006, as exportações voltaram a crescer em agosto e registram alta de 7,9% nas duas primeiras semanas do mês em relação à média diária de agosto do ano passado. As importações, no entanto, continuam tendo um desempenho muito mais forte e apresentam um crescimento de 30,5%. Segundo os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, aumentaram as vendas externas nas três categorias de produtos.Os semimanufaturados subiram 11,6%, principalmente, nas exportações de catodos de cobre, ferro-ligas, catodos de níquel, óleo de soja em bruto, ferro fundido, celulose e madeira serrada. Os embarques de manufaturados aumentaram 11,1% por conta de óxidos e hidróxidos de alumínio, fio-máquina e barras de ferro ou aço, óleos combustíveis, pneumáticos, bombas e compressores, motores e geradores elétricos, automóveis de passageiros e aviões.Os produtos básicos tiveram alta de apenas 1,7%, principalmente algodão em bruto, milho em grão, carne de frango, minério de ferro e soja em grão. Nas importações, o aumento foi sustentado pelas compras de cereais e produtos de moagem, siderúrgicos, químicos orgânicos e inorgânicos, alumínio e suas obras, automóveis e partes, equipamentos mecânicos, cobre e suas obras e filamentos e fibras sintéticas e artificiais. As exportações brasileiras acumulam US$ 5,129 bilhões nas duas primeiras semanas de agosto e as importações, US$ 4,139 bilhões, com superávit de US$ 990 milhões. No ano, as exportações totalizam US$ 92,463 bilhões e as importações, US$ 67,488 bilhões, com saldo positivo de US$ 24,975 bilhões.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

13 de agosto de 2007 | 16h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.