Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Balança tem déficit de US$ 1,350 bi na 4ª semana do mês

A balança comercial brasileira registrou um déficit de US$ 1,350 bilhão na quarta semana de novembro, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Entre os dias 18 e 24 do mês, as vendas externas somaram US$ 4,151 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 5,501 bilhões. Mesmo assim, novembro ainda registra um superávit comercial de US$ 374 milhões no acumulado do mês, resultado de exportações de US$ 15,192 bilhões e importações de US$ 14,818 bilhões. No ano, porém, o déficit comercial brasileiro é de US$ 1,455 bilhão, resultado de embarques de US$ 215,663 bilhões e compras no exterior de US$ 217,188 bilhões.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

25 de novembro de 2013 | 15h33

De acordo com dados do MDIC, a média diária das exportações na quarta semana do mês foi de US$ 830,2 milhões. O desempenho ficou 24,8% abaixo do registrado até a terceira semana do mês, cuja média diária era de US$ 1,104 bilhão.

Segundo a pasta a retração ocorreu nas três categorias de produtos. Em básicos, a redução foi de 32,3% (de US$ 539,3 milhões para US$ 365,5 milhões) por conta, principalmente, de carnes de frango e bovina, milho em grão, café em grão, petróleo em bruto e soja em grão. Em semimanufaturados, a queda foi de 23,6% (de US$ 128,4 milhões para US$ 98,1 milhões), sobretudo nas vendas de açúcar em bruto, ferro-ligas, couros e peles, ouro em forma semimanufaturada e semimanufaturados de ferro/aço. Já nos embarques de manufaturados, a diminuição foi de 16,5% (de US$ 413,4 milhões para US$ 345,1 milhões), em razão de plataformas de perfuração/exploração, automóveis de passageiros, autopeças, motores e geradores, polímeros plásticos e veículos de carga.

Pelo lado das importações, a média diária da quarta semana de novembro, de US$ 1,100 bilhão, foi 18,1% superior à média registrada até a terceira semana do mês, que estava em US$ 931,7 milhões. De acordo com o MDIC, esse aumento pode ser explicado pelos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes e plásticos e obras.

Tudo o que sabemos sobre:
balançaMDIC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.