coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Balança tem superávit de US$ 39 milhões

A balança comercial na quarta semana de maio registrou um superávit de US$ 39 milhões, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O saldo positivo foi resultado de US$ 1,129 bilhão, em exportações, e de US$ 1,090 bilhão, em importações. A média diária de exportação foi de US$ 225,8 milhões e de importações, de US$ 218 milhões. No mês, o saldo da balança já acumula US$ 232 milhões e, no ano, US$ 1,740 bilhão. A média diária das exportações brasileiras na quarta semana de maio atingiu US$ 225,8 milhões, superando em 9,9% a média acumulada nas três primeiras semanas do mês, de US$ 205,4 milhões. De acordo com os dados divulgados pelo ministério esse crescimento foi impulsionado pelo aumento de 16,9% na venda de produtos manufaturados, como automóveis de passageiros, aviões, suco de laranja, entre outros. Houve também um aumento de 6,7% nas exportações brasileiras de produtos básicos, como soja em grão, fumo em folhas e petróleo em bruto. Apenas as vendas de produtos semimanufaturados registrou queda neste período. As exportações desse tipo de produto recuaram 9%. A queda foi puxada pela menor venda de produtos como ferro-ligas, couros e peles e semimanufaturados de ferro e aço. A média diária das importações na quarta semana de maio atingiu US$ 218 milhões, o que representa um crescimento de 15,2% em relação à média acumulada nas três primeiras semanas do mês. Segundo dados do ministério, esse crescimento pode ser explicado pelo aumento de gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, cereais e produtos de moagem. As importações feitas entre os dias 20 e 26 de maio somaram US$ 1,090 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.