Balança tem superávit, mas importação é a maior do ano

A balança comercial do País alcançou superávit de US$ 1,220 bilhão na segunda semana de julho, resultado de US$ 3,283 bilhões em exportações e US$ 2,063 bilhões em importações. Segundo divulgou nesta segunda-feira o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a média diária das importações foi de US$ 412,6 milhões em cinco dias úteis - a mais alta do ano - e elevou a média do mês para US$ 393,1 milhões, também a mais alta do ano, que representou um crescimento de 36,3% em comparação com a de julho (mês inteiro) de 2005 e de 12,3% na comparação com a de junho (também mês inteiro) deste ano.Já a média diária das exportações (US$ 656,6 milhões) foi a segunda mais alta do ano, só perdendo para a da primeira semana do mês US$ 712,2 milhões, e elevou a média mensal para US$ 684,4 milhões, a mais alta do ano até agora, representando crescimento de 29,9% ante a média de julho (mês inteiro) do ano passado e de 25,7% em relação à média de junho de 2006.Segundo os dados do ministério, o superávit da balança no ano alcançou US$ 22,446 bilhões ante US$ 21,367 bilhões de janeiro a julho de 2005. O resultado das exportações, no mesmo período de comparação (US$ 67,745 bilhões) é 18,8% maior que o do mesmo período do ano passado (US$ 57,006 bilhões), enquanto o das importações (US$ 45,299 bilhões) é 27,1% maior que o das importações do mesmo período de 2005 (US$ 35,639 bilhões).

Agencia Estado,

17 de julho de 2006 | 12h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.