finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Balanços e notícias de aquisições fazem Bovespa subir

A Bolsa de Valores e São Paulo fechouem alta nesta segunda-feira, diante de uma agenda econômicatranquila. O tom positivo foi dado por resultados corporativose notícias de fusões e aquisições. O principal indicador da bolsa paulista encerrou em alta de1,03 por cento, a 58.036 pontos, bem perto do recorde históricode 58.124 pontos registrado na última quinta-feira. O volumefinanceiro ficou em 4,6 bilhões de reais. Em Nova York, o Dow Jones exibiu ganho de 0,67 por cento,enquanto o índice de principais ADRs brasileiros teve alta de2,25 por cento. "Acreditamos que as condições justificam a elevação daalocação em ações", afirmou o UBS Pactual em relatório. Entre os motivos para tal postura, a instituição cita quedados recentes sugerem um mix mais favorável de crescimentoglobal e inflação; aparente contenção do impacto dos problemasdo setor de crédito imobiliário norte-americano; e revisõespara cima de resultados de empresas nos Estados Unidos e naÁsia. Os papéis da MRV Engenharia e Participações, que nãopertencem ao Ibovespa, foram os mais negociados da bolsapaulista nesta segunda-feira. As ações estrearam com alta dequase 20 por cento. A MRV atua como incorporadora e construtora no segmento deempreendimentos residenciais populares com linha de produtospadronizada. Outras três empresas lançaram ações bolsa nestasegunda-feira: Triunfo Participações e Investimentos S.A,Açúcar Guarani e Kroton Educacional . DESTAQUES As ações do site de comércio eletrônico Submarinoencerraram o dia em 89,20 reais, com alta de 5,38 por cento, amaior do Ibovespa. "O papel já vem firme talvez por conta desse aumento dabase de Internet, o costume do pessoal comprar pela Internetvem aumentando, e também pela queda de juros, que ajudabastante o varejo", afirmou o gestor de uma corretora nacionalque prefere não ser identificado. "A gente tem visto alguns relatórios de bancos e corretorasrecomendando a compra do papel com potencial de compra ainda",complementou. Segundo ele, na semana passada o Itaú divulgourelatório elevando o preço-alvo de Submarino de 83 reais para96,50 reais em dezembro. No início do mês, o UBS Pactual previu um segundo trimestreforte para a empresa. A instituição tem recomendação de comprae preço-alvo de 100 reais para a ação. Outro destaque do dia foram as preferenciais da TIMParticipações, que avançaram 4,09 por cento, depois que aempresa divulgou lucro no segundo trimestre, revertendoprejuízo no mesmo trimestre do ano passado. As ações da Companhia Siderúrgica Nacional ficaram com oquarto maior giro do Ibovespa e subiram 2,38 por cento. A CSNanunciou acordo para compra da totalidade das ações da Cia deFomento Mineral e Participações (CFM) por até 440 milhões dedólares.

JULIANA SIQUEIRA, REUTERS

23 de julho de 2007 | 19h14

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSBOVESPAFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.