Balão em forma de rosquinha gigante produz energia eólica

Empresa de tecnologia lança protótipo de usina de energia sustentável mais barata que as movidas a combustíveis fósseis

Economia & Negócios,

21 de março de 2014 | 09h02

SÃO PAULO - Uma turbina inflável em forma de rosquinha gigante está sendo apresentada como solução para a geração de energia sustentável.

O protótipo da turbina voadora vai ser lançado pela empresa Altaeros Energias, que busca apoio financeiro de investidores para entrar no mercado.

O projeto mostra que a indústria de geração de energia está percebendo que, quando se trata de turbinas, quanto maior, melhor.

A turbina da Altaeros é montada dentro de um balão cheio de gás hélio que flutua a cerca da 300 metros de altura, preso à terra por cabos de aço.

A turbina denominada Altaeros Buoyant Airborne (BAT) utiliza a tecnologia aeroespacial  comprovada para produzir energia a partir da força do vento a uma altura superior que a das torres eólicas convencionais. 

Custos. O sistema é de rápida implementação, totalmente automatizado e pode funcionar com segurança, segundo a empresa. Outra vantagem é a de poder servir a locais remotos que utilizam energia cara produzida a partir de combustíveis fósseis, mais poluentes.

Ao aproveitar ventos mais fortes, das correntes de ar em altitudes mais altas, a turbina voadora supera desafios logísticos de instalação de outras formas de geração, o que reduz drasticamente os custos, segundo a empresa.

A Altaeros foi fundada em 2010 no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), com a missão de implantar primeira turbina eólica aérea comercial do mundo.

A rosquinha voadora tem um ponto fraco: em dias de tempestade ou vendavais ela precisa ser recolhida para um local seguro. 

Tudo o que sabemos sobre:
EnergiasustentabilidadeMIT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.