Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancários ameaçam greve em SP

Os bancários de São Paulo, Osasco e região ameaçam realizar nova paralisação por 24 horas nesta terça-feira, dia 26. A assembléia para decidir o assunto acontece nesta segunda, às 19 horas. Uma nova rodada de negociação entre o comando nacional dos bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) está prevista para quarta-feira às 15 horas. O presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, Luiz Cláudio Marcolino, informou que, no entanto, que, até lá, os bancários permanecerão mobilizados e a greve de 24 horas deverá acontecer em todo o País. A categoria reivindica, entre outras coisas, aumento real de salários de 7,05%, reposição da inflação, participação maior nos lucros e resultados e mais um salário bruto acrescido de R$ 1,5 mil. No ano passado, os bancários receberam reajuste de 6% (1% de aumento real), mais R$ 1,7 mil de abono e PLR mínima de 80% do salário mais R$ 800, após seis dias de greve no mês de outubro.A data-base da categoria é 1º de setembro. No Brasil há pouco mais de 400 mil bancários, sendo que 106 mil deles atuam na base do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.