Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bancários da Caixa devem voltar ao trabalho amanhã

Os bancários da Caixa Econômica Federal (CEF) devem encerrar hoje a greve iniciada há 28 dias e voltar ao trabalho amanhã. Depois de se reunir com a direção do banco ontem à noite, o Comando Nacional dos Bancários orientou os trabalhadores de todo o País a aceitar a nova proposta da empresa, que prevê reajuste salarial de 6%, sendo 1,5% de aumento real, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) que varia entre R$ 4 mil e R$ 10 mil, contratação de 5 mil bancários por meio de concurso público e abono de R$ 700 para todos os trabalhadores no mês de janeiro.

ANNE WARTH, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 18h23

Com a retomada das negociações, a audiência que ocorreria hoje pela manhã no Tribunal Superior do Trabalho (TST) em Brasília foi cancelada e adiada para sexta-feira. Em assembleia realizada hoje, os funcionários filiados ao Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região aceitaram a proposta e voltam ao trabalho amanhã.

O principal impasse na negociação era o pagamento da PLR. Pela regra da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), os bancários receberiam 90% do salário, mais valor fixo de R$ 1.024. Além disso, o funcionário receberia valor adicional de 2% do lucro líquido, divido em partes iguais entre os funcionários, com teto de R$ 2.100. Por essa proposta, cada funcionário receberia até R$ 5.649, conforme expectativa de lucro projetado.

Pela regra específica da Caixa, a PLR poderá variar entre R$ 4 mil e R$ 10 mil, de acordo com a função. Na negociação, a Caixa se comprometeu a fazer o cálculo e pagar o que for mais vantajoso para o bancário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.