Bancários e banqueiros agendam nova reunião para amanhã

Representantes dos bancários e dos bancos voltarão a se reunir amanhã para discutir o reajuste para trabalhadores de instituições privadas. Segundo a Confederação Nacional dos Bancários (CNB), o encontro será realizado, a partir das 16h30, no Hotel Crowne Plaza, onde fracassaram as negociações nesta segunda-feira com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Às 11h30, a Executiva Nacional da categoria fará uma reunião preparativa.Na manhã de hoje, os bancários levaram à Fenaban a contraproposta aprovada pela categoria em assembléia: 19% de reajuste mais abono de R$ 1.500, Participação nos Lucros de Resultados (PLR) de um salário mais R$ 1.200, além da manutenção de outras cláusulas já negociadas.Os banqueiros insistem na proposta de aumento que já foi rejeitada pelos trabalhadores mas que foi determinada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, de 8,5%, além do abono de R$ 1 mil e outros R$ 30 fixos por mês para os trabalhadores que ganham até R$ 1.500.Os trabalhadores pretendem se reunir, ainda essa semana, com as direções dos bancos públicos para discutir questões específicas das carreiras dos funcionários da Caixa e do BB, além de melhorias nas propostas de pagamento de 13º salário, cesta alimentação e PLR, não contemplados na decisão do TST."Os banqueiros acham ruim quando são chamados de intransigentes, mas ao insistir numa proposta rejeitada estão desrespeitando os trabalhadores", diz o presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Luiz Cláudio Marcolino, em comunicado à imprensa. "Os bancários querem resolver a campanha salarial e esperamos que, amanhã, o processo de negociação avance", complementa o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.