Bancários e polícia entram em confronto

Os momentos que antecederam a assembléia dos funcionários do Bradesco, no início da manhã desta sexta-feira, em Cidade de Deus, Osasco, na Grande São Paulo, foram marcados pela violência, durante um confronto entre trabalhadores e a Polícia Militar.De acordo com o Sindicato dos Bancários, eles estavam preparando a assembléia que iria votar contra ou a favor da proposta dos bancos de aumento de 4% quando um policial militar foi retirar uma das faixas. O pessoal do sindicato tentou evitar, o que acabou dando início a uma grande confusão. A entidade garante que os PMs passaram a usar de violência, utilizando os cassetetes e espalhando gás pimenta. A diretora da regional do sindicato, Sandra Regina Vieira da Silva, foi presa e levada para o 1º Distrito Policial de Osasco. Conforme a entidade, dois bancários ficaram feridos. Um deles foi atingido nas costas e outro ficou machucado no joelho. Apesar da confusão, a assembléia acabou acontecendo e os funcionários rejeitaram. Depois da assembléia, os bancários entraram para trabalhar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.