Bancários em greve farão passeata à tarde em SP

Os bancários, em greve por tempo indeterminado desde ontem, farão uma passeata pelas ruas do centro de São Paulo, por volta das 16 horas de hoje, a partir da Praça do Patriarca, segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. De acordo com o sindicato, a categoria ainda não recebeu comunicado sobre nova proposta ou data para nova rodada de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Uma assembleia está marcada para as 15 horas de amanhã para decidir o rumo da greve.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

30 de setembro de 2010 | 13h11

Ontem, segundo o sindicato, 598 agências e 12 centros administrativos foram paralisados na capital paulista e região metropolitana. Cerca de 24 mil funcionários participaram da paralisação. Ainda não foi divulgado um balanço sobre a greve nesta quinta-feira.

Em todo País

No primeiro dia da paralisação, segundo balanço parcial da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), os bancários fecharam pelo menos 3.864 agências em todas as capitais e inúmeras cidades do interior onde há presença de instituições financeiras, além de centros administrativos de todos os bancos. A greve, por tempo indeterminado, atinge todos os 26 Estados e o Distrito Federal e todos os bancos, públicos e privados.

Os bancários reivindicam reajuste de 11%, valorização dos pisos salariais, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), medidas de proteção à saúde com foco no combate ao assédio moral e às metas abusivas, garantia de emprego, mais contratações, igualdade de oportunidades, segurança contra assaltos e sequestros e fim da precarização via correspondentes bancários, entre outros pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
grevebancáriospasseatabancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.