finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bancários em greve preparam passeatas para amanhã

Bancários em greve estão se mobilizando para passeatas simultâneas, amanhã à tarde, nas capitais e cidades onde o movimento é mais forte, conforme revelou hoje o presidente do Sindicato dos Bancários do Distrito Federal, Jacy Afonso Melo. A manifestação será momentos antes da reunião de conciliação, entre patrões e empregados, marcada para o final da tarde desta quinta-feira, no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.Melo disse ainda que a decisão do governo de cortar o ponto dos funcionários do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal (CEF) em greve desde o último dia 15 não teve nenhum reflexo na paralisação hoje. Amanhã "Apesar de toda a pressão, a greve continua forte no dia de hoje com adesão de 90% nos dois bancos", disse.Ele lembrou que, no ano passado, os dois bancos oficiais já haviam adotado a mesma postura de cortar o ponto dos grevistas. "Eles cortaram o ponto durante a greve e depois negociaram uma forma de reposição dos dias parados. Pode ser que isto aconteça de novo neste", disse.O sindicalista enfatizou, entretanto, que a disposição dos grevistas é de só voltar a trabalhar quando suas reivindicações forem aceitas e os dias parados forem abonados.Os funcionários do BB e da CEF reivindicam um reajuste salarial de 25% e os dois bancos ofereceram um aumento de 8,5% com o pagamento de um abono de R$ 30,00 aos empregados que ganham até R$ 1.500,00.

Agencia Estado,

28 de setembro de 2004 | 13h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.