Bancários entram em greve por tempo indeterminado

Os bancários entrarão em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da Central Única dos Trabalhadores (Contraf-CUT), as atividades serão suspensas porque os bancos não apresentaram uma nova proposta após a paralisação realizada há uma semana. A categoria reivindica reajuste salarial real de 5% e aumento da participação dos lucros e resultado (PLR), valorização dos pisos salariais e "o fim das metas abusivas e do assédio moral". Balanço da Contraf-CUT aponta que confirmaram a adesão à greve os bancários ligados a sindicatos de Brasília e de municípios do Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo. Em São Paulo, o sindicato que abrange a capital e a região de Osasco marcou nova assembléia para às 17 horas de amanhã para avaliar os rumos do movimento.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

08 Outubro 2008 | 01h54

Mais conteúdo sobre:
bancos greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.