finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bancários fazem assembléia para avaliar greve

Bancários em greve estão na sede da entidade para uma assembléia que avaliará sobre a continuidade do movimento, que completa hoje 14º dia. A direção nacional afirma que o movimento continuará até a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentar nova proposta. Amanhã, o Sindicato dos Bancários de São Paulo participa de uma reunião de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) junto com a Fenaban. Segundo Vagner Freitas, presidente da Confederação Nacional dos Bancários, o encontro deverá discutir apenas o atendimento nas agências. Em São Paulo, como nas outras 24 capitais onde há mobilização da categoria, a greve é parcial. A CNB diz que o movimento mobiliza hoje 200 mil bancários no País. A Fenaban, refuta o número, afirma que o movimento atinge apenas 5% dos trabalhadores no País, que chega a 405 mil bancários. Em São Paulo, a polícia deteve bancários que faziam piquete agência do Banco Real na avenida Paulista.

Agencia Estado,

28 de setembro de 2004 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.