Bancários pedem reajuste salarial de 10,3% em 2007

Além desse reajuste, que segundo os sindicalistas representa um aumento real de 5,5%, a categoria vai lutar também pela criação de um piso salarial para todos os bancários, fixado em R$ 1.628,24

30 de julho de 2007 | 19h38

Os funcionários de banco vão reivindicar um reajuste salarial de 10,3% em 2007. É o que ficou decidido durante a 9ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, que acontece desde sexta-feira, 27, e vai até amanhã, 31, em São Paulo. Além desse reajuste, que segundo os sindicalistas representa um aumento real de 5,5%, a categoria vai lutar também pela criação de um piso salarial para todos os bancários, fixado em R$ 1.628,24. Esse valor foi definido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) como base para o mês de junho deste ano.   Segundo nota da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a Campanha Nacional 2007 da categoria será unificada, com uma pauta única de reivindicações para funcionários de bancos privados e públicos, que querem também uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de dois salários, mais uma parcela fixa de R$ 3.500, distribuída de forma linear para todos.   Entre os benefícios pretendidos pelos bancários está também a criação de um Plano de Cargos e Salários em todos estas instituições Compõem também a pauta os seguintes temas: garantia de emprego, fim do assédio moral/organizacional e das metas abusivas, isonomia de direitos entre novos e antigos bem como com afastados e licenciados, defesa do fortalecimento dos bancos públicos e a redução dos juros e tarifas e ampliação do crédito produtivo.   Para a direção da campanha deste ano foi definido que o Comando Nacional será composto pelos representantes de 33 entidades entre, Contraf, federações e sindicatos. O fato representa um aumento em relação aos 21 representantes que compunham o comando até o ano passado. Segundo a nota da instituição, isso ocorreu para abrigar "todas as correntes de pensamento do movimento sindical".

Tudo o que sabemos sobre:
BancáriosReajuste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.