Bancários prometem atrasar abertura de agências em SP

Os bancários prometem atrasar hoje, em uma hora, a abertura das agências, na região do centro novo de São Paulo. O funcionamento das agências também poderá atrasar em três outras áreas administrativas da cidade - Centro Administrativo Santander e nas matrizes do ABN Real e do Banco Safra. A mobilização faz parte do ato nacional pela redução de jornada de trabalho sem redução de salário e pela proteção ao emprego, com adoção de medidas como a ratificação da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), órgão das Nações Unidas, que cria barreiras contra demissões imotivadas de trabalhadores.De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Luiz Cláudio Marcolino, a aprovação da convenção 158 da OIT é um instrumento precioso para impedir demissões em massa, como em casos de fusões e de troca de funcionários, visando apenas a redução da folha de pagamento, principalmente, em setores lucrativos.Na Grande São Paulo, os atos estão sendo organizados conjuntamente pelas centrais sindicais. Amanhã, a previsão é de uma manifestação na região do ABCD. Ao longo da manhã desta quarta-feira, os bancários prometem manifestações em vários pontos da cidade de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.