Bancários se reúnem em Executiva Nacional para discutir greve

A Executiva Nacional dos Bancários se reúne nesta segunda-feira, em São Paulo, a partir das 15 horas, para avaliar a greve, iniciada pela categoria no dia 15 de setembro, em protesto à proposta de reajuste salarial feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).O encontro de hoje acontecerá na sede da Confederação Nacional dos Bancários da Central Única dos Trabalhadores (CNB/CUT) e, até o momento, não há nova rodada de negociações agendada entre os trabalhadores e os banqueiros.Segundo a CNB/CUT, a greve continua "forte" em 24 capitais brasileiras e cidades do interior. A entidade conta com 400 trabalhadores filiados. Destes, mais da metade estaria paralisada.De acordo com o mais recente levantamento do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, 30 mil trabalhadores e 300 locais de trabalho estariam parados na região.PropostasOs bancários reivindicam reajuste salarial de 25% (composto por reposição da inflação e aumento real de 17,68%) e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de um salário mais R$ 1.200, entre outras solicitações.A proposta da Fenaban rejeitada pelos trabalhadores prevê reajuste salarial de 8,5% mais R$ 30 para quem ganha salários até R$ 1.500 - o que implicaria em reajustes de até 12,77% e aumento real de 5,75%.O sindicato agendou também hoje, para as 17 horas, uma assembléia para definir os rumos do movimento em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.