Banco alemão mantém recomendação para títulos do Brasil

O banco alemão Dresdner Kleinwort Wasserstein (DKW) manteve hoje a recomendação overweight (peso acima da média) para os títulos da dívida brasileira. Segundo o banco de investimentos, os mercados deverão premiar os fundamentos sólidos e em processo de melhora, o que é principalmente evidente nos títulos com classificações médias e baixas. "Nessa categoria de bons valores, ainda achamos o Brasil atrativo", disse o DKW.O economista senior para o Brasil do DKW, Nuno Camara, observou que o governo Lula está iniciando uma longa sucessão de reformas estruturais para libertar o País da história de "dois passos adiante, um para trás" e iniciar um ciclo de crescimento sustentável. "As atuais reformas na Previdência e tributária não vão atingir isso do dia para a noite, mas são grandes passos na direção certa", disse.O banco acredita que apesar da maior pressão política e dos mercados, o governo "vai conseguir dar um jeito de equilibrar o ritmo e o conteúdo da reforma, implementar leis rapidamente, com importantes resultados fiscais". Além disso, o acordo com o FMI "deverá ser renovado de alguma forma, propiciando uma performance positiva nas metas macroeconômicas e progresso gradual nas reformas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.