Banco Bear Stearns tem 1º prejuízo de sua história

O banco norte-americano Bear Stearns anunciou o primeiro prejuízo de sua história, com perdas líquidas de US$ 854 milhões (US$ 6,90 por ação) no quarto trimestre fiscal, encerrado em 30 de novembro. Em igual período do ano anterior, o banco apresentou lucro de US$ 563 milhões (US$ 4,00 por ação).Nas mesmas bases de comparação, a receita líquida da instituição passou de US$ 2,4 bilhões para uma perda de US$ 379 milhões. O desempenho foi bem pior do que o esperado pelos analistas, que previam, em média, perdas próximas de US$ 1,79 por ação.Em comunicado, o grupo afirma que as perdas refletem uma baixa contábil de US$ 1,9 bilhão relacionadas ao mercado de hipotecas - o que representou uma redução de US$ 8,21 por ação em seus ganhos.Segundo o Bear Stearns, os membros do seu conselho de executivos não vão receber bônus referente ao ano de 2007. "Estamos obviamente decepcionados com os resultados de 2007, em particular pelo fato de que o enfraquecimento no setor de renda fixa se sobrepôs a forte performance - em alguns casos até recorde - de outras divisões de negócios", disse James Cayne, chairman e executivo-chefe (CEO) da instituição, em comunicado.No ano fiscal, o grupo apresentou lucro líquido de US$ 233 milhões (US$ 1,52 por ação), comparado ao ganho de US$ 2,1 bilhões (US$ 14,27 por ação) registrado no ano fiscal anterior. No mesmo intervalo, a receita líquida do banco passou de 9,2 bilhões para US$ 5,9 bilhões.No pré-mercado em Nova York, há pouco, as ações do Bear operavam em baixa de 0,18%, cotadas a US$ 90,44. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.