Leo Souza/Estadão
Leo Souza/Estadão

Banco Central anuncia que listas de contatos poderão ser integradas ao Pix

Com a medida, bancos poderão integrar os aplicativos de transferências e pagamentos aos números de telefone armazenados nos celulares dos usuários

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2021 | 18h58

BRASÍLIA - O Banco Central anunciou há pouco a autorização para que as listas de contatos telefônicos possam ser integradas ao Pix – o sistema de pagamentos instantâneos da instituição. Com isso, os bancos poderão desenvolver ferramentas para integrar os aplicativos de transferências e pagamentos aos números de telefone armazenados nos celulares dos usuários.

Lançado em 16 de novembro de 2020, o Pix permite pagamentos e transferências 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano. As operações ocorrem em menos de dez segundos.

“A mudança visa a facilitar a identificação de quem cadastrou seu número de celular como chave PIX, simplificando ainda mais a experiência do pagamento com a funcionalidade”, avaliou o BC, em nota.

Outra novidade é permitir que os usuários solicitem mudanças nas informações das chaves já cadastradas no Pix, como nome completo, nome empresarial e título do estabelecimento – sem a necessidade de excluir a chave anterior e criar uma nova.

“Essa possibilidade facilitará, por exemplo, o ajuste quando uma pessoa alterar o nome em decorrência de casamento, ou uma empresa alterar o nome fantasia do estabelecimento. Também fica permitido, a partir de agora, que o usuário final pessoa natural possa solicitar o vínculo de seu nome social à chave Pix”, detalhou o BC.

A autoridade monetária também estabeleceu em regulamento que os bancos ficam vedados de fixar limites para o número de transações no Pix, seja de envio ou de recebimento. De acordo com o BC, essa vedação é necessária para garantir a igualdade de condições competitivas entre os diferentes instrumentos de pagamento.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco Central do BrasilPix

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.