finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Banco Central prevê inflação acima de 4,5% em 2012

As projeções para a inflação feitas pelo Banco Central (BC) subiram em relação a agosto. De acordo com a ata da reunião de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada hoje, as estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2012 no cenário de referência e também no cenário de mercado aumentaram na comparação com a estimativa da reunião anterior do Copom. Agora, elas se posicionam "acima do valor central da meta em ambos os casos". O centro da meta estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é de 4,5%.

FABIO GRANER E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

27 de outubro de 2011 | 10h49

No cenário de referência, o BC projeta o comportamento da inflação conforme a manutenção da taxa de câmbio em R$ 1,75 e da taxa básica de juros (Selic) em 12% ao ano em todo o horizonte das estimativas. Já no cenário de mercado, a previsão para o IPCA é feita conforme os parâmetros para câmbio e juros estimados pelos analistas.

No cenário de referência e também de mercado, a projeção para o IPCA em 2011 "se elevou em relação ao valor considerado na reunião do Copom de agosto e se encontra acima do valor central de 4,5%".

O BC também divulgou a previsão para a inflação acumulada em 12 meses até o terceiro trimestre de 2013. Segundo a ata, "a projeção de inflação se posiciona ao redor do valor central da meta no cenário de referência, e acima, no de mercado".

Tudo o que sabemos sobre:
Banco CentralCopomataIPCA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.