Banco Central prevê que economia indiana crescerá 8%

A economia da Índia continuará crescendo entre 7,5% e 8% no atual ano fiscal devido ao bom comportamento dos setores de serviços, industrial e agrário, indicou nesta terça-feira o Banco Central do país. A máxima autoridade monetária do país manteve as taxas de juros em 5,75%, contrariando as previsões dos analistas, apesar dos temores de uma escalada inflacionária por causa dos elevados preços do petróleo. O Banco Central prevê uma inflação de 5% a 5,5% para o ano fiscal 2006-2007, que começou em 1º de abril, mas continuará vigiando a possível subida dos preços devido à volatilidade dos valores do petróleo. "A política monetária da instituição tem como objetivo garantir uma situação com taxas de juros que permitam manter o crescimento, além da estabilidade dos preços", indicou o Banco Central indiano. A autoridade monetária indiana anunciou a criação de novas infra-estruturas como fator fundamental para o crescimento industrial e para alcançar as metas do Produto Interno Bruto (PIB) no ano fiscal 2006-2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.