Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Banco Central reduz taxa de juros para 11,25% ao ano

Corte de 1,5 ponto percentual é o maior registrado desde novembro de 2003.

BBC Brasil, BBC

11 de março de 2009 | 20h30

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira, por unanimidade, cortar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, reduzindo a taxa Selic para 11,25% ao ano.Esta é a segunda redução na taxa de juros desde o agravamento da crise econômica. Em sua última reunião, no último mês de janeiro, o Copom havia cortado a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, reduzindo-a de 13,75% para 12,75%. O corte na taxa básica de juros já era esperado pela maioria dos analistas, principalmente após a divulgação, na última terça-feira, de números que apontam que a economia brasileira apresentou uma contração no último trimestre de 2008.Com a redução, a taxa básica de juros volta ao mesmo nível de março de 2008.Este é o maior corte na Selic desde novembro de 2003, quando a taxa caiu de 19% para 17,5%.Em um comunicado divulgado nesta quarta-feira, o Comitê de Política Monetária afirmou que, após uma avaliação do cenário macroeconômico, "decidiu, neste momento, reduzir a Selic para 11,25% a. a., sem viés, por unanimidade"."O Comitê acompanhará a evolução da trajetória prospectiva para a inflação até a sua próxima reunião, levando em conta a magnitude e a rapidez do ajuste da taxa básica de juros já implementado e seus efeitos cumulativos, para então definir os próximos passos na sua estratégia de política monetária", afirma o comunicado.A próxima reunião do Comitê de Política Monetária está marcada para os dias 28 e 29 de abril.Dados divulgados na última terça-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a crise econômica atingiu fortemente o Brasil no quarto trimestre do ano passado.O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro caiu 3,6% entre outubro e dezembro em relação ao terceiro trimestre. Este foi o maior recuo da série que começou a ser registrada em 1996.No acumulado de 2008, no entanto, o PIB brasileiro apresentou um crescimento de 5,1%.Apesar dos indicadores de mostram uma desaceleração na economia, outros dados apontam que a inflação no mês de fevereiro apresentou uma alta em relação ao mês anterior.O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), índice oficial de inflação, apresentou uma variação de 0,55% em fevereiro e ficou 0,07 ponto percentual acima da taxa de 0,48% registrada em janeiro.Levando-se em conta os últimos doze meses, o índice acumula alta de 5,90%.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
brasilbanco centralselicjuroscopom

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.