Banco Central tem independência prática, diz Meirelles

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que hoje o BC tem uma independência prática garantida pelo ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, mas que não é formalmente independente porque isso significaria ter "uma estrutura totalmente diferente". Inicialmente, Meirelles disse que não responderia perguntas sobre a medida provisória que quer conferir ao presidente do Banco Central status de ministro e se isso reduziria a independência do BC em relação ao governo. No entanto, tanto ele quanto o presidente do banco central europeu, Jean-Claude Trichet, também presente ao segundo seminário de alto nível de banco centrais da América Latina e do Eurosystem, contaram que um dos principais temas do evento foi a importância da independência dos BCs. Meirelles também não respondeu quantos dos presidentes dos 23 bancos centrais participantes do seminário têm status de ministro de estado.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2004 | 17h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.