Banco chinês adquire as operações globais do BESI

Negócio foi fechado por 379 milhões e depende da aprovação das autoridades antitruste dos países onde atua

O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2014 | 02h04

O Novo Banco, que detém os ativos saudáveis na divisão do Banco Espírito Santo (BES), informou ontem que vendeu a totalidade do capital social do Banco Espírito Santo de Investimento (BESI) para a Haitong International, de Hong Kong. O valor do negócio é de 379 milhões e inclui todas as subsidiárias do banco de investimento português.

A instituição confirmou a venda do negócio em comunicado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), de Portugal. A conclusão da operação depende de aprovações do Banco de Portugal, da Comissão Europeia, das autoridades da concorrência e de um conjunto de outras autoridades que exercem supervisão direta sobre a entidade, afirmou o Novo Banco.

O BESI atua em Portugal, Brasil, Espanha, México, Estados Unidos, Índia e Polônia.

Alan Fernandes, presidente interino do BESI Brasil, afirmou que o Haitong tem estratégia de crescimento na área de banco de investimento. "O Haitong é hoje uma instituição financeira não bancária e, por enquanto, não há expectativa de mudanças nas atividades da unidade brasileira." Segundo ele, o Bradesco, que detém 20% da unidade brasileira, já havia sido comunicado da intenção de venda.

Ontem, o Tribunal do Comércio do Luxemburgo declarou falência da Rioforte, que responde pelos negócios não financeiros do Grupo Espírito Santo (GES), segundo jornais portugueses. Em um comunicado, o tribunal tomou a decisão após a empresa reconhecer que cessou os seus pagamentos e que já não tem acesso a crédito. / AGÊNCIA ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.