Banco critica microcrédito dos bancos estatais

O presidente do banco Itaú, Roberto Setubal, disse hoje que a entrada do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal no microcrédito é uma "artificialidade criada pelo governo". Ele afirmou que as operações só vão se manter se forem rentáveis. "O que faz um banco atender um número maior de clientes de baixa renda é a eficiência e as instituições privadas são bem mais eficientes que o BB e a Caixa", afirmou.Para ele, os bancos federais só vão conseguir financiar a população de baixa renda com juros reduzidos às custas dos acionistas ou com recursos do governo, que não são para sempre. Setúbal acredita que o BB e a CEF não vão tirar mercado do Itaú e dos outros bancos privados com o microcrédito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.