Banco da China repassará US$ 750 milhões ao BNDES

O Banco de Desenvolvimento da China (CDB, na sigla em inglês) assinou hoje contrato para repasse de US$ 750 milhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que utilizará os recursos como parte do financiamento à Transportadora Gasene, ligada a Petrobras. O BNDES concedeu R$ 4,51 bilhões em crédito à Gasene para a construção do Gasoduto Sudeste-Nordeste.Na nota, o BNDES lembra que os dois contratos fazem parte do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). O banco informa ainda que o Projeto Gasene é estratégico, porque vai escoar a produção de gás natural dos campos do Espírito Santo para a malha de gasodutos da região Sudeste.Os gasodutos terão 1,4 mil quilômetros de extensão e, juntos, terão capacidade para transportar 20 milhões de metros cúbicos por dia, ligando o terminal de Cabiúnas (RJ) à cidade de Catu (BA). O gasoduto já está operando comercialmente no trecho entre Vitória e Cacimbas (ES).O BNDES prevê para 2008 a conclusão para o trecho do gasoduto que vai de Cabiúnas a Vitória. O governo espera iniciar o trecho de 940 quilômetros de extensão entre Cacimbas (ES) e Catu no primeiro trimestre do ano que vem.Para a diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster, "esse é um projeto que integra o que precisamos, o Brasil com o Brasil, o Sudeste com o Nordeste". Segundo ela, embora seja importante preocupar-se com a integração energética entre o Brasil e os vizinhos sul-americanos, é importante colocar em prática a integração dentro do próprio País.Segundo a empresa, o projeto Gasene é estratégico para garantir o suprimento de gás natural para a malha de gasodutos do Sudeste e assegurar o escoamento da produção de gás proveniente dos campos da Bacia do Espírito Santo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.