coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Banco da Escócia pode demitir 20 mil

O Royal Bank of Scotland (RBS), atualmente controlado pelo Estado, anunciará na quinta-feira o fim de milhares de postos de trabalho e um leilão de seus ativos na Ásia, onde se retirará do negócio de bancos comerciais, informou ontem o Financial Times. As demissões podem ser aplicadas sobre até 20 mil empregados, dos 215 mil que trabalham para o banco no mundo. O novo executivo-chefe da entidade financeira, Stephen Hester, fará esses anúncios no mesmo dia em que será divulgado o relatório dos resultados do banco correspondentes a 2008, que devem mostrar um prejuízo bilionário.

, O Estadao de S.Paulo

21 de fevereiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.