Banco da Espanha vê contração na economia no 3ºtri

A atividade econômica na Espanha continuou fraca no terceiro trimestre deste ano, segundo o Banco da Espanha. Esse é um sinal preocupante para o governo, que precisa atingir as duras metas impostas para o déficit orçamentário. Em um relatório, o banco central disse que a economia teve contração significativa no período, diante da deterioração da confiança do consumidor e das contínuas pressões dos mercados financeiros.

AE, Agencia Estado

26 de setembro de 2012 | 09h24

O banco central afirmou que é cedo para dizer qual efeito terá na economia o aumento no imposto sobre valor agregado que começou a valer neste mês. O governo espanhol está se esforçando para reduzir seu déficit para 6,3% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, de quase 9% no ano passado. No entanto, com a fraca economia e o alto desemprego, as receitas fiscais continuam sendo pressionadas, o que torna a tarefa mais difícil.

Ontem o governo central informou que o déficit orçamentário do país subiu para 4,8% do PIB nos primeiros oito meses do ano, mas destacou que ainda está a caminho de atingir a meta para 2012. No período de janeiro a agosto do ano passado, o déficit do governo central estava em 3,8% do PIB. Posteriormente ele foi ampliado para 8,9% em razão do aumento dos déficits dos governos regionais e de um colapso nas receitas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhabanco centralcrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.